cropped-tecladohome.png

Sobre

Até onde consigo lembrar, amo histórias desde os 9 ou 10 anos de idade. A paixão começou com uma série de livros infantis chamada “Salve-se Quem Puder”, que trazia aventuras com puzzles para o leitor resolver durante a imersão. Era um livro-jogo divertidíssimo. Dali pra frente a paixão pela escrita foi especialmente puxada por Veríssimo e seu estilo cheio da simplicidade-impossível. Foi nessa época que fui apresentado ao cinema e perdi o chão aos 15 anos, quando descobri “Os Bons Companheiros” de Scorcese. A imersão nos filmes e na literatura variou entre os autores pop como os espertinhos como Dan Brown e Tony Scott, entre os clássicos geniais de Elia Kazan e Albert Camus, ou os contemporâneos mais curiosos e investigadores como Gus Van Sant e João Paulo Cuenca.

Escolhi jornalismo provavelmente porque me dei conta dessa fome por narrativas. Aos 15, meu professor de literatura elogiou um post do meu blog falando do filme Homem-Aranha e foi aí que eu descobri que podia fazer conteúdo na rede. A graduação eu terminei em 2008, já seguindo para o mestrado em comunicação (tudo na UFPB), pesquisando as novas mídias e suas convergências. Nessa época lancei o livro “Blogs: Cultura Convergente e Participativa” (Marca de Fantasia, 2010). Tenho trabalhado com esta comunicação multiplataforma desde 2007, desenvolvendo uma variedade de projetos de conteúdo para a web, junto a amigos e empresas incríveis. O resultado de alguns desses projetos você confere aqui.

Trabalhei durante 5 anos na Rede Paraíba de Comunicação, entre consultorias e coordenação de mídias digitais. Tenho ministrado aulas e cursos em João Pessoa, Campina Grande e Maceió desde 2009. Escrevo e publico podcasts no Diversitá desde 2007 e criei com o amigo Daniel Serrano o site *catavento, focado em conteúdo sobre vida, inspiração e cultura pop.
 
 
Compartilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *